Connect with us

Agronegócio

Estado incentiva produtores da região de Campo Mourão a modernizar produção de mandioca

O técnico agrícola do IDR – José Claudio Prado – Pé de Boi – explanou sobre o cultivo da mandioca e se mostrou satisfeito com os resultados do cultivar

Dia de Campo Mandioca de Mesa, Comunidade Vila Seca “João Carlos e Vânia” – Farol PR.   Contou com presença 230 participantes de 24 Municípios do Estado do Paraná.

Na oportunidade, foram apresentados Técnicas de cultivos, Sistema de Comercialização e Avaliação de cozimento e rendimento de 15 cultivares de mandioca de mesa. Realização: Prefeitura M. de Farol, IRD-Paraná, SEAB/Governo do Paraná e EMBRAPA. Apoio: Câmara M. de Vereadores de Farol e Aipim do Campo ADC.

Outros temas abordados por pesquisadores nesse encontro foram fertilidade e correção do solo e adubação da cultura da mandioca. Participaram da atividade pesquisadores da Embrapa e do IDR-Paraná.

A cadeia produtiva da mandioca tem grande importância econômica e social no município. Na safra 2019/2020 foram cultivados 600 hectares, com envolvimento de 40 famílias. A produtividade média das lavouras chegou a 18 ton/ha.

O prefeito de Farol, Oclécio Menezes, falou sobre o apoio que a prefeitura vem dando aos agricultores e se mostrou animado com a adesão de novos produtores a cultura da mandioca de mesa. “Tenham certeza, o que depender do executivo municipal, terão todo apoio possível, pois sabemos a importância da diversificação e da geração de emprego e renda”, disse o prefeito. O presidente da Câmara, Ivan Tavares também enalteceu o apoio do executivo e também reiterou que dará o apoio  necessário para os produtores.

A região já possui uma agroindústria de derivados de mandioca com capacidade de recebimento de 60 toneladas de raiz/dia, gerando 50 postos de emprego com a terceirização da colheita. A indústria produz polvilho doce e azedo, e ocasionalmente farinha de mandioca. Os produtos abastecem os mercados de Santa Catarina, Minas Gerais, São Paulo, Bahia e Paraná. A cadeia produtiva da mandioca movimenta anualmente em torno de R$ 13 milhões.

O município de Juranda, por meio da Secretaria de Agricultura, juntamente com alguns agricultores prestigiaram o evento. Ao todo, mais de 20 cidades marcaram presença no evento

Na safra 2021/2022 foi instalada uma Unidadei de Referência (UR) para introduzir novas cultivares, na propriedade de Mauro Hideyuki. No local foram implantadas 13 cultivares e clones de mandioca. Assim, os produtores podem analisar do comportamento de cada material na região. A UR foi instalada por meio de uma parceria entre Embrapa, municípios de Janiópolis e Farol, IAC, APTA, Farinheira Bredápolis e IDR-Paraná.

PROJETO – A cidade é parte do Projeto Mandioca Renda, resultado de uma parceria entre IDR-Paraná, prefeitura, indústria e produtores. O objetivo, desde 2012, tem sido incentivar a modernização do sistema produtivo e melhorar a produtividade das lavouras. Para isso, foram introduzidos novos cultivares e os produtores foram orientados a fazerem o plantio em conformidade com as recomendações do zoneamento agroclimático.

O projeto também divulga práticas como o uso de fertilizantes no plantio e em cobertura; o plantio direto e o uso da mandioca na alimentação humana e animal. Além disso, por meio do projeto houve um fomento da mecanização do plantio, com a aquisição de plantadeiras e outros equipamentos.

Dia de Campo Mandioca de Mesa, Comunidade Vila Seca “João Carlos e Vânia” – Farol PR.   Contou com presença 230 participantes de 24 Municípios do Estado do Paraná
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 8281a5f9-c555-42f5-9db1-e29216527ae2-740x1024.jpg